Sunday, 24 October 2010

People are Strange

Adoro deitar-me do lado direito da minha cama, bem lá em baixo, meter as pernas em cima da cabeceira, neste caso é mais no fim da cama, e assim nesta posição ficar a apreciar o movimento que passa na rua...

Hoje fiquei assim cerca de uma hora, a ver as pessoas a passarem, a conversarem na rua, a passearem, a entrarem nos cafés, nos restaurantes, a fumarem cigarros, a discutirem, ao observar com um pouco mais de tempo e mais atenção as pessoas parecem estranhas.

Observar as pessoas fora de contextos torna-as estranhas... certamente também eu o sou quando nalgum quarto nalguma janela nalgum prédio alguém me observa fora de contexto...



No comments:

Post a Comment